Concurso Bombeiros ES: como estudar p/ a prova

O professor Rogério Dal Piva traz dicas importantes de como estudar para o concurso Bombeiros ES, que já tem banca escolhida e pode ter edital divulgado a qualquer momento

Um novo concurso Bombeiros ES (Corpo de Bombeiros do Estado do Espírito Santo) terá edital divulgado em breve. Isto porque esse é o próximo passo após a assinatura de contrato com a banca organizadora definida, o Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (Idecan), pelo critério de dispensa de licitação.

O certame é aguardado desde julho. Serão oferecidas 80 vagas para soldados efetivos, para ambos os sexos. Para concorrer, os interessados devem comprovar o ensino médio completo, ter idade de 18 a 28 anos, altura mínima de 1,65m para homens e 1,60m para mulheres e possuir carteira de habilitação a partir da categoria “B”.

💡📚 Conheça nosso curso online e GRATUITO para o concurso CBM ES: Oficial Bombeiro Militar

A remuneração inicial da função é de R$ 2.781,59. Mas já durante o curso de formação, os aprovados recebem um soldo em forma de bolsa-auxílio. A evolução salarial dos alunos segue os valores abaixo:

  • Aluno Soldado: R$ 1.313,53
  • Aluno Oficial – 1º ano: R$ 2.781,59
  • Aluno Oficial – 2º ano: R$ 3.399,72
  • Aluno Oficial – 3º ano: R$ 3.708,79

Para orientar os futuros candidatos a criarem um bom plano de estudos, o Blog do AlfaCon ouviu algumas dicas preciosas do professor Rogério Dal Piva, especializado na preparação para concursos da área militar e para as carreiras policiais. Além disso, trazemos algumas informações sobre como foi o concurso anterior para soldados do Corpo de Bombeiros ES, realizado em 2018, que pode servir de base para iniciar os estudos pré-edital.

👉 Leia mais: Concurso Bombeiros ES: definida banca para novo edital

Como foi o último concurso Bombeiros ES?

O Corpo de Bombeiros do Espírito Santo realizou o último concurso Bombeiro ES em 2018. A banca organizadora, na ocasião, foi o Instituto AOCP. A oferta foi de 204 vagas, contemplando os cargos de Soldado Combatente e Oficial Combatente.

Esse concurso Bombeiro ES contou com nove etapas seletivas, para ambos os cargos, conforme ordenamos a seguir:

  1. Prova objetiva e redação
  2. Entrega de Documentação preliminar
  3. Exames de Aptidão Física
  4. Avaliação Psicológica
  5. Inspeção de saúde
  6. Exame toxicológico
  7. Investigação Social
  8. Comparecer ao departamento de Recursos Humanos para inscrição
  9. Curso de Formação

Como a tendência é que não haja muita variação nos moldes dos certames de admissão para a corporação, os interessados em se candidatar a essa nova oportunidade podem tomar o concurso anterior como base. Inclusive para otimizar a preparação.

👉 Leia mais: Os erros mais cometidos em redação de concurso

As provas objetivas do concurso de 2018 foram compostas por 80 questões de múltipla escolha. Foram cobrados conhecimentos nas seguintes disciplinas:

  • Língua Portuguesa
  • Raciocínio Lógico e Matemático
  • Noções de Informática
  • Conhecimentos Específicos

Os candidatos também foram submetidos a uma prova de redação, com valor máximo de 40 pontos. Os habilitados obtiveram, no mínimo, 40% da pontuação máxima possível na prova objetiva e, no mínimo, 20% em cada área de conhecimento. Na prova de Redação, o mínimo exigido foi obter 20 pontos.

Como estudar para o concurso Bombeiros ES?

Fazer exercícios e simulados, respondendo ao máximo de questões pertinentes ao conteúdo programático é, de acordo com os especialistas, a maneira mais indicada para se preparar para concursos públicos. Por isso, uma dica para se preparar bem é entender as características da banca organizadora e otimizar ainda mais os estudos.

Rogério Dal Piva explica que a banca responsável pelo concurso Bombeiros ES, Idecan, costuma usar muito texto de lei. “Ela se assemelha muito à FCC, e isso é bom, porque é possível saber o que esperar da banca. O que não acontece, por exemplo, com a Cespe, que usa muito jurisprudência”, disse o professor do AlfaCon.

Dal Piva também fez um alerta para haver um cuidado especial nos estudos da disciplina Português. De acordo com o professor, a banca cobra muito o conhecimento de gramática nas suas questões. O que pode “pegar” muito candidato. “Além disso, a banca costuma usar muito a parte de interpretação das questões. Então o aluno deve fazer um reforço aí também.”

👉 Leia mais: Tudo que você precisa saber sobre o cargo de bombeiro militar

Além de fazer muitas questões, Rogério Dal Piva orienta os candidatos a realizar muita revisão. Outro ponto que o professor considera importante é que o aluno treine passar para o gabarito a resposta da questão.

“Se ele não treinar passar para o gabarito, pode ser que na hora não dê tempo, ou que passe o gabarito errado. Ademais, é investir em revisão para aprofundar nos assuntos das matérias e fazer muitos exercícios“, resumiu, e ainda destacou que dois assuntos merecem atenção na rotina de estudos: Estatuto do Servidor e Legislação militar, que costumam integrar a parte de conhecimentos específicos.

VER MATÉRIA COMPLETA